Venha pra ficar!

Se não nos conhecemos, vamos nos conhecer. Vamos pensar, vamos começar: sejam todas(os) bem vindas (os)!!

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Conhecimento + imersão = fórmula do sucesso digital?

Muitos acreditam que basta ter um computador em mãos e estará realizada a revolução digital na vida de uma pessoa. Entretanto, este é um equívoco. Para conhecer a lógica das novas tecnologias é necessário que o contato constante entre o sujeito e a máquina seja uma prática cotidiana. As diversas mudanças que acontecem no Ciberespaço exigem que a interação entre ambos seja constante. Para que uma prática de aprendizagem significativa seja efetivada é importante que as pessoas estejam conscientes não apenas da importância da utilização das novas tecnologias na sociedade, mas que também possuam uma consciencia critica perante os conteudos e tecnicas que utilizam em meio as maquinas, certos de que a comunicaçao é a fonte de construçao de ocnhecimento que esta realidade melhor apresenta.

sexta-feira, 10 de junho de 2011

TENOLOGIA EDUCACIONAL



Hoje na aula eu e Janine (uma companheira de trocas e "experiencias tecnológicas) debatemos sobre uma das Frases Calvinianas , do site deposito do calvin nele as frases do personagem Calvin são socializadas e os fãs da tira podem se divertir com suas estórias Uma das que nos chamou bastante a atenção foi a fala que Calvin afirmava:

"PARA ESTRAGAR O PRAZER, NADA COMO DESCOBRIR QUE FOI EDUCATIVO"

Esta colocação do personagem fez-nos refletir sobre a diferença entre:

INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO & TECNOLOGIA EDUCACIONAL

Na primeira expressão o termo informática limita as possibilidades que o digital pode nos apresentar, enquanto que nesta a palavra educação é bastante ampla e engloba diversas possibilidades. Na segunda expressão amplia-se a possibilidades relacionadas ao mundo digital quando apresenta-se o termo TECNOLOGIA, mas por outro lado englobou-se a ideia de tecnologia voltada à educação o que poda as múltiplas possibilidades que o mundo digital pode nos apresentar.

A critica realizada na colocação do personagem na estória de Calvin e Haroldo como foi visto acima demonstra como a tentativa de metodizar e dar a cara educativa ao que o mundo nos oferece de forma livre e prazerosa muitas vezes compromete o trabalho da escola que pode ser rotulado como desprazeroso e enfadonho como foi percebido na frase encontrada por Janine.

sexta-feira, 3 de junho de 2011

Inclusão digital

A diferença  de desenvolvimento tecnológico entre os "países de primeiro mundo" e os "países de terceiro mundo" é gritante. Esses conceitos que diferenciam as nações têm como elemento distintivo a produção de conhecimento na área tecnológica. Sabe-se que os países mais ricos são aqueles detentores da produção tecnológica, as mesmas que aprisionam os países mais pobres que terminam por não se inserir significativamente no mercado. E, consequentemente a sua população passa a ser refém da situação econômica em que seu país se encontra.


Surge então a questão da Inclusão Digital. Como avaliar o grau de inclusão digital de uma população? As pessoas possuem consciência; da existência deste termo? O que ele significa? O termo é bastante vago e não apresenta nenhuma sustentação cientifica. Observa-se então a inclusão digital como um movimento de articulação que que a parte da sociedade tem tomado consciência da importância desta questão e contribuindo de formativa para o desenvolvimento de nosso país.


Através de programas de mapeamento de desenvolvimento tecnológico o Brasil tem buscado através de alguns programas melhor entender o grau de utilização das novas tecnologias no país. Percebe-se então que a escola passa a ser um espaço estratégico para a inclusão digital e pensar as novas tecnologias de maneira formativa, educando as pessoas para esta realidade que nos cerca.